Exames Oftalmológicos

Alta tecnologia ao seu alcance

EXAMES OFTALMOLÓGICOS

Muitas doenças podem ser diagnosticadas previamente. Os exames são para para prevenir, diagnosticar ou tratar doenças oculares, por isso é importante ir ao oftalmologista regularmente.

O exame de acuidade visual a laser permite a avaliação do potencial da visão central no pré-operatório de cirurgias de catarata, estimando a acuidade visual que será atingida após a cirurgia.
O exame de visão conhecido como Biomicroscopia Ocular examina as estruturas externas e internas do globo ocular com diversos aumentos ópticos através de um equipamento chamado Lâmpada de Fenda ou Biomicroscópio Ocular.
A Campimetria Computadorizada é o exame oftalmológico que avalia a percepção visual central e periférica, identificando qualquer alteração ou redução visual. Utilizado para diagnosticar o glaucoma, doenças neurológicas, entre outras.

A Campimetria Computadorizada com o método F.D.T. usa o estímulo de dupla frequência. Essa técnica estimula principalmente um grupo de células que são primeiramente afetadas em pessoas com glaucoma, assim podendo detectar os defeitos na percepção visual mais precocemente que no exame de campo visual por outros métodos.

A curva tensional diária é o exame de visão onde o paciente disponibiliza um dia para realizar medidas repetidas da pressão intra-ocular nas diferentes horas do dia.

O exame curva tensional diária é indicado para diagnóstico e acompanhamento do glaucoma.

A Gonioscopia é um exame de visão que utiliza uma lente especial para o estudo do ângulo da câmara anterior do olho, onde é realizada a drenagem do humor aquoso (líquido que preenche a câmara anterior).
A indicação do exame Gonioscopia é fundamental para o diagnóstico e tratamento do glaucoma.
O Mapeamento de Retina é um exame oftalmológico realizado com oftalmoscópio indireto, que permite a análise de todas as estruturas encontradas no fundo do olho como a retina, o nervo óptico e o vítreo.

Com o mapeamento, é possível diagnosticar ou avaliar a evolução de doenças sistêmicas, entre elas diabetes e hipertensão arterial.
O exame de Mapeamento de Retina também é indicado para diagnosticar doenças oculares como descolamento de retina, degenerações retinianas, doenças da mácula, tumores, oclusões vasculares, hemorragias e infecções.

O exame de Microscopia Especular da Córnea é um exame de visão que permite realizar a contagem do número de células endoteliais da córnea e analisar o aspecto das mesmas, identificando qualquer degeneração ou atrofia do tecido.
Paquimetria é o exame de visão que mede a espessura da córnea.
A paquimetria é muito importante na avaliação para a cirurgia refrativa e diagnóstico de ceratocone.
Pode ser feito de duas maneiras Paquimetria óptica ou Paquimetria ultrassônica.
A Retinografia é um exame de imagem que fotografa as áreas do fundo do olho, como a retina, a coróide, o nervo óptico e os vasos sanguíneos.
Os métodos para a realização deste exame de visão são:
Retinografia Colorida (simples): consiste na fotografia do fundo do olho. O exame permite a documentação de alterações na retina e no nervo óptico, fundamental no acompanhamento de doenças progressivas.
Retinografia Fluorescente ou Angiofluoresceinografia: analisa a retina, a coroide e os vasos sanguíneos através de fotos obtidas com uma iluminação especial e com uso de filtros. O exame utiliza um contraste chamado fluoresceína que permite o estudo de camadas diferentes dessas estruturas do fundo do olho. É utilizado para o acompanhamento e diagnóstico de doenças como a retinopatia diabética, degeneração macular, oclusões vasculares da retina, entre outras.
Tonometria é o exame de visão que mede a pressão intra-ocular, utilizando aparelhos com métodos de sopro ou de contato.
A Topografia Computadorizada da Córnea analisa a curvatura da córnea em toda a sua extensão desde o seu centro até a sua periferia e avalia as alterações de sua superfície como a regularidade e a simetria, permitindo identificar astigmatismos e outras irregularidades na córnea, como o ceratocone.

Esse exame oftalmológico é indicado também em pré e pós-operatórios de cirurgias refrativas, cirurgia de catarata, transplante de córnea, e na adaptação de lentes de contato.

Ultrassonografia Ocular é o exame oftalmológico que avalia as estruturas internas do globo ocular (cristalino, cavidade vítrea, retina) e a cavidade orbitária (músculos, nervo óptico, órbita e gordura orbitária).
Os métodos são:
Ultrassonografia B: revela por imagem a anatomia interna e externa do globo ocular, fornecendo características anatômicas e topográficas. É indicada para o diagnóstico de doenças no vítreo e da retina, assim como tumores e problemas na órbita.
Ultrassonografia A: tem o mesmo efeito e a mesma função da ultrassonografia B, com a diferença de apresentar os ecos / ondas. Seu traçado é semelhante ao de um eletrocardiograma.
Teste de vias lacrimais
A Biometria é o exame de visão capaz de medir o comprimento axial do globo ocular e de suas estruturas (câmara anterior, cristalino, cavidade vítrea), utilizando uma sonda com ondas de ultrassom.
Biometria é o principal exame oftalmológico para calcular o grau da lente intra-ocular implantada na cirurgia de catarata.
O que é o OCT?
A tomografia de Coerência Óptica (OCT) é um exame de imagem não invasivo que produz imagens de corte seccional das estruturas oculares in vivo com alta resolução e reprodutibilidade.

 

Vantagens do exame:
– Utiliza tecnologia Spectral Domain, ou seja, excelente resolução e velocidade de escaneamento, permitindo rastrear em poucos segundos a área de estudo;
– Possui imagens 3D;
– Comparação com exames anteriores, sendo possível detectar pequenas alterações inexistentes anteriormente ou pequena melhora;
– É possível capturar imagens com pouca midríase (2mm);
– Podemos avaliar precisamente retina e nervo óptico.
– Nos casos de pacientes que não podem se submeter a exames de contraste, possui a vantagem, em relação à angiografia, de não necessitar de injeção endovenosa para avaliação da retina.

 

Indicações para exame:

Podemos diagnosticar e acompanhar alterações como: degeneração de mácula, buraco de mácula, edema macular, membrana epirretiniana, retinopatia diabética, tração vítreo – retiniana, distrofias retinianas, entre outras.
É possível fazer análise de progressão do glaucoma e auxiliar no diagnóstico precoce da doença.

 

Preparo para o Exame:

É necessário dilatar a pupila para realização do exame. O paciente se sentir mais confortável pode levar um acompanhante.

ENTRE EM CONTATO AGORA MESMO!

Fale agora com um de nossos atendentes.





WhatsApp chat